Theratogs | Autismo

Autismo

Principais Usos do Theratogs

Autismo

Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)

Como TheraTogs pode contribuir para o manejo de TEA?

Os sistemas TheraTogs podem auxiliar nos problemas de controle postural – a capacidade de sustentar uma postura enquanto realiza atividades intencionais – e hipersensibilidade a estímulos sensoriais táteis ao fornecer um abraço corporal aconchegante que aumenta a consciência corporal e reduz a exposição a estímulos táteis no tronco. O tecido é projetado para resistir à distensão vertical, oferecendo estabilidade postural suave ao tronco e quadris ao longo do dia. Vestir as roupas por si só frequentemente proporciona um efeito calmante. Diferente de coletes pesados, a compressão das roupas varia com as mudanças de posição e movimento, de modo que o efeito calmante não diminui com o tempo. A adição de tiras às roupas pode melhorar o alinhamento postural, conectando o tórax à pelve, ou fornecer compressão profunda através das articulações da coluna e quadris.

Veja: Assista à mãe de Emily contando a experiência de sua filha com o uso de TheraTogs.

Sobre o Transtorno do Espectro do Autismo

O espectro do autismo foi redefinido em 2013 para incluir o autismo, a síndrome de Asperger, transtornos de desenvolvimento não especificados, o transtorno desintegrativo da infância e a síndrome de Rett (apresentando perda de tônus muscular, problemas para engatinhar ou andar, contato visual diminuído e, mais tarde, perda do uso intencional das mãos e da fala).[1] Estes transtornos são caracterizados por déficits sociais e dificuldades de comunicação, comportamentos e interesses estereotipados ou repetitivos e, em alguns casos, atrasos cognitivos. Grande parte da população com autismo demonstra diminuição na qualidade dos movimentos e na habilidade motora, problemas de modulação sensorial e déficits no controle postural. [2,3]

Os déficits no controle postural em crianças com autismo foram detectados utilizando medidas de oscilação corporal sobre os pés em posição ortostática. Curiosamente, encontrou-se uma correlação entre déficit de controle postural e comportamentos restritivos e repetitivos – um dos critérios diagnósticos principais do TEA. Outros desafios podem incluir comportamento desastrado; planejamento motor e execução de tarefas; sensibilidade alterada a estímulos sensoriais como luz, som, toque e movimento. (Ver também DMS)

Crianças com Síndrome de Asperger geralmente não são diagnosticadas até os 7 anos de idade. Estudos retrospectivos de vídeos caseiros de crianças com síndrome de Asperger quando eram mais novas demonstraram problemas na sustentação de posturas simétricas, integrando reflexos primários, equilíbrio e a capacidade de organizar movimentos como engatinhar e andar. [4,5]

Saiba mais.

Para mais informações sobre o TEA:

Referências:

  1. Autism spectrum disorder fact sheet. DSM5.org. American Psychiatric Publishing. 2013.
  2. Radonovich KJ, Fournier KA, Hass CJ. 2013. Relationship between postural control and restricted, repetitive behaviors in autism spectrum disorders. Front Integr Neurosci. 7:28.
  3. Owen JP, Marco EJ, Desai S,et al. 2013. Abnormal white matter microstructure in children with sensory processing disorders. Neuroimage Clin.  23;2: 844-853.
  4. Teitelbaum O, Benton T, Shah PK, et al. 2004. Eshkol-Wachman movement notation in diagnosis: the  arly detection of Asperger’s syndrome. Proc Natl Acad Sci U S A. 2004 Aug 10;101(32):11909-14.
  5. Teitelbaum P, Teitelbaum O, Nye J, Fryman J, Maurer RG.1998. Movement analysis in infancy may be useful for early diagnosis of autism. Proc Natl Acad Sci U S A. 95(23):13982-7
No Comments

Post A Comment